DERMATOLOGISTA EXPLICA QUAIS DOENÇAS DE PELE MAIS COMUNS

20 de julho de 2017 | - Pra Viver Bem - Saúde em Pauta

DERMATOLOGISTA EXPLICA QUAIS DOENÇAS DE PELE MAIS COMUNSA Dermatologista, Tathya Taranto, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), explica que as as doenças de pele que representam a quarta maior causa de incapacitação no mundo. O dado inédito vem de uma robusta revisão englobando registros hospitalares e mais de 4 mil pesquisas publicadas entre 1980 e 2013 ao redor do mundo. Muito mais do que uma questão estética, os problemas de pele causam diversos incômodos, transtornos e atrapalham as relações sociais e de trabalho. Como o maior órgão do corpo humano fica tão exposto, ele está mais sujeito a ação de vírus, fungos, raios solares, elementos alergênicos e irritantes. Entre os distúrbios que mais impactam no dia a dia, o estudo elencou os principais abaixo e a médica explica cada um deles. 
 
Dermatites
São inflamações na pele e as mais recorrentes são:
Dermatite atópica, que surge sem motivo e costuma estar ligada a crises de rinite e asma;
Dermatite de contato, uma irritação que surge depois da exposição a uma substância ou tecido – pode ser perfume, lã … O local agredido fica vermelho, arde, descasca e chega a formar bolhas. Há casos em que o sujeito precisa se afastar do trabalho. Dermatite seborreica, a famosa caspa, que na maioria das vezes só gera a descamação do couro cabeludo e das sobrancelhas. Nos casos menos severos, xampus especiais tendem a resolver a vida.
 
Acne
Oito em cada dez pessoas já tiveram espinhas alguma vez na vida. Quando o quadro avança, deixa de ser um incômodo estético, podendo resultar em dor, baque emocional e entraves sociais. Quanto mais cedo o tratamento começa, menor a probabilidade de penar com essas consequências.
 
Urticária
Marcada por vermelhidão, inchaço e coceira, ela é desencadeada por vários fatores, do frio a exercícios físicos. A crise pode levar semanas para acabar.
 
Micose
 
O inimigo aqui são os fungos. As micoses de unha, por exemplo, provocam dor, atrapalham o uso de calçados e até o trabalho. O tratamento é lento e exige paciência. Há ainda micoses menos comuns, como a esporotricose, transmitida por gatos e capaz de causar até danos internos.
 
Erisipela
É uma infecção da camada superficial da pele que provoca feridas vermelhas, inflamadas e dolorosas, e se desenvolve principalmente nas pernas, rosto ou braços, apesar de poder surgir em qualquer parte do corpo. Essa infecção atinge camadas mais superficiais, mas pode evoluir terrivelmente se não for suprimida. Idosos, diabéticos, obesos e outros indivíduos com a circulação comprometida estão mais suscetíveis a ela.
 
Doenças virais
O surgimento de vírus, como os da catapora e do molusco contagioso, ou o da herpes e alguns tipos de HPV causadores de verrugas, significam que o sistema imune não foi capaz de defender a derme.
 
Psoríase
Essa inflamação crônica em alguns pontos da pele é acionada pelas próprias células de defesa do organismo. Na maioria das vezes, as placas vermelhas que descascam e causam coceira e dor aparecem em cotovelos, joelhos, costas. Há casos em que o transtorno afeta as unhas e até os genitais. Alguns fatores são como gatilhos para o surgimento da doença, entre eles, estresse, infecções, alterações metabólicas e traumas na pele.
 
Câncer de pele
Os carcinomas costumam ser eliminados com um pequeno procedimento cirúrgico. Já o melanoma, mais agressivo, muitas vezes precisa do apoio de quimio ou imunoterapia. Embora sejam diferentes, ambos dividem os mesmos fatores de risco: a exposição aos raios solares e a falta de diagnóstico precoce.
 
Escaras
Também chamadas de úlceras de decúbito ou pressão, essas feridas brotam e crescem em pessoas que ficam acamadas ou em cadeiras de rodas por longos períodos. O estrago decorre da fricção entre a pele e a superfície externa. Sem receber sangue a contento, as células epiteliais vão morrendo até a lesão dominar o pedaço.
 
Sarna
São bolinhas vermelhas que coçam especialmente à noite. O mal é provocado por um ácaro. O simples acesso a água potável e saneamento básico seriam suficientes para baixar os índices de transmissão nos humanos. Entre as atitudes recomendadas para a prevenção estão os banhos diários e uma higiene adequada das mãos.
 
Alopecia
A queda de cabelo também abala a autoestima e a qualidade de vida. Entrou no ranking americano a alopecia areata, tipo mais comum em jovens. Os fios saem em tufos, principalmente em períodos de estresse intenso. Em geral, há um histórico familiar da condição, muitas vezes associada a doenças autoimunes.
 

Deixe seu comentário