CONHEÇA OS SINTOMAS DA SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL

05 de junho de 2017 | - Pra Viver Bem - Saúde em Pauta

CONHEÇA OS SINTOMAS DA SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVELA Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma alteração dos movimentos do intestino que ficam irregulares. Há alguns anos ela era chamada de Colite Nervosa e está associada a momentos difíceis na vida dos pacientes. Muitos também acham que a síndrome provoca apenas diarreia, mas existe o outro tipo que provoca constipação. Sabemos que nos dias atuais a vida exige muito de todos, são muitos os compromissos e pouco tempo para realizá-los, o que gera um grande estresse. Isto reflete diretamente no nosso organismo e o intestino é um órgão de choque, ou seja, é sensível a estas alterações. O cérebro tem uma comunicação estreita com o intestino e irritabilidade e mal humor afetam o seu funcionamento.
 
E é justamente o estresse um dos gatilhos da Síndrome do Cólon Irritável. De acordo com a coloproctologista Hilma Nogueira da Gama, idealizadora do serviço de marcação de consultas urgentes e online, hemorroidurgente.net, cólicas, diarreia, barriga inchada e barulhenta podem ser sinais da famosa Síndrome, também conhecida como Síndrome do Intestino Irritável. “A boa notícia é que essa síndrome não é uma doença, mas uma alteração dos movimentos do intestino que ficam irregulares. Há alguns anos ela era chamada de Colite Nervosa e está associada a momentos difíceis na vida dos pacientes”, esclarece a especialista.
 
De acordo com a médica, existem dois tipos de síndrome: a que causa diarreia e a que causa constipação. “O tipo que solta, pega as pessoas de surpresa, com crises intensas de diarreia que podem durar um dia ou mais, sem razão aparente, acompanhadas de cólicas, gases de odor fétido, mal-estar, náuseas, suor frio e perda do apetite, por medo de comer e piorar. A diarreia é acida e pode ferir o ânus, causando fissuras  e irritando a hemorroida”, explica Hilma Nogueira da Gama que relata casos de pacientes que passam por um imenso constrangimento ao ter que sair às pressas de algum compromisso, em razão dos sintomas.
 
Já o tipo de SII que prende também incomoda muito. De acordo com a proctologista, a barriga fica inchada, o intestino pode ficar vários dias sem funcionar. “Mas quando funciona, as fezes são poucas, pequenas e endurecidas, difíceis de serem eliminadas. A pessoa se sente “empanzinada”, come pouco e tem a sensação de que comeu muito, não consegue fazer a digestão e a evacuação não parece ser suficiente. As fezes duras machucam o ânus, podendo causar hemorroida, pelo aumento da força nas veias do ânus, e também pode causar fissuras, que são machucados que sangram e doem muito”, afirma. O desconforto abdominal, os barulhos altos da barriga são escutados por colegas de trabalho, o que causa constrangimento, prejudica o rendimento e dificulta o convívio social.
 
Hilma Nogueira da Gama salienta que, se a pessoa sentir alguns dos sintomas descritos, é importante buscar orientação de um coloproctologista, o médico apto que trata doenças do intestino e do ânus. “Após realizar os exames necessários e com o diagnóstico em mãos, o médico poderá definir o tratamento adequado e levar uma vida normal e feliz com a família, no trabalho e no lazer”, diz. O tratamento pode ser feito pelo uso de medicamentos específicos e mudanças no estilo de vida, entre eles, incorporar suplementos de fibra e de medicamentos anticolinérgicos, antiespasmódicos, remédios contra a diarreia, eliminação de bebidas gaseificadas, de alimentos gordurosos e de glúten da alimentação diária.
 
 

Deixe seu comentário